UMA MULHER FERIDA; UMA CURA PROVIDENCIADA

  - 1 REIS 17.1-24

INTRODUÇÃO: Perder alguém é a experiência mais traumática da existência humana.
O poeta Gaucho Mario Quintana diz - "A morte chega pontualmente na hora errada". 0 texto nos remete ao encontro entre um profeta (Elias) e uma mulher viúva.

I- PROFETAS DE DEUS SÃO HOMENS QUE NAS SUAS NECESSIDADES BÁSICAS, DEPENDEM DA GRAÇA DE DEUS.
- Em 1 Rs 17.3-4 lemos: que na solidão existencial do isolamento, profetas de Deus aprendem a ser dependentes de Deus. Elias se alimenta do pão e da carne trazidos pelo animal mais imundo que existe na face da Terra. É alimentado por um corvo que é o símbolo de morte e não por uma águia que é o símbolo do poder.
- Profetas de Deus são homens que vivem de milagres. Dias e dias comendo um alimento servido por corvo e este é o desafio profético. Metade dos profetas que eu conheço desistiram do chamado nesta hora.
- Depois de aprender a viver na dependência de Deus (que é a vocação dos profetas de Deus) Ele recebe a sua primeira missão profética: visitar uma viúva (1 Rs 17.9). A situação das viúvas é dramática na história da humanidade. Na índia algumas castas queimavam suas viúvas.
- As viúvas -no tempo de Elias- eram um pouco mais que amantes do cunhado (Dt 25.5,7-10).

II- PROFETAS DE DEUS SÃO HOMENS QUE VISITAM A CASA, A MALOCA, 0 CORTICO DOS ESQUECIDOS E PISOTEADOS DA SOCIEDADE E RESTAURA-LHES A ESPERANÇA!
- A situação nestas casas são trágicas. No verso 10 lemos: Profeta também tem sede e fome e quando tem pede. Profeta é de carne e osso como qualquer mortal.
- Quando Elias confessa que também sente sede (verso 11) acontece à identificação entre o profeta de Deus e a filha de Deus.
- Aí se rompem as barreiras e surgem as confissões das almas angustiadas (verso 12). Profetas de Deus são homens que são capazes de confissões mais escabrosas que se escondem nos porões das almas humanas.
- Nesta confissão da penúria, da miséria, da falência material se esconde uma intenção trágica. Ela não diz: “A hora que o pirão acabar eu vou roubar”, mas “A hora que a gororoba acabar eu vou morrer”. Em Lc 4.24-26 nos diz que esta mulher era gentia. Nesta última refeição -de mãe e filho- se esconde uma intenção matricida!

III- PROFETAS DE DEUS SÃO HOMENS QUE NÃO ESCOLHEM LUGAR PARA DEUS AGIR POR INTERMÉDIO DELES!
- Elias superou o preconceito. O que os da casa de Israel vão pensar?
- Na casa desta mulher anônima (como anônimos são todos os sofredores) Elias presenciou mais um milagre (1 Rs 17.15-16).
- Antes Deus manteve Elias vivo pelo sobrenatural (corvos), agora dá e de forma natural (uma viúva estrangeira) e sobrenatural (farinha, azeite e botijas que nunca se esvaziam).
- Comem tanto bolinho que o menino adoeceu. Adoeceu e morreu (v. 17).
- Deus estava dando o milagre da alimentação, mas não estava dando o milagre da saúde! E aqui surge a dor da perda humana.

IV- PROFETAS DE DEUS SÃO HOMENS QUE, AO INVÉS DE ACUSAR CORAÇÕES DESTROÇADOS, LUTAM COM DEUS.
A) Quando morre o filho da viúva, as feridas "interiores desta mulher afloram". (v. 18) Ela era uma mulher que tinha mágoas profundas com Deus dentro dela. Lembranças machucadas são reveladas.
B) A atitude de Elias como homem de Deus. Ele pega o menino, sobe para o quarto e luta com Deus (v. 19-21).
C) E aí acontece o primeiro milagre da ressurreição na Escritura Sagrada. E vocês sabem qual é a surpresa deste texto.
D)Quando ela vê o filho vivo, aí recém acontece a sua verdadeira conversão.
O milagre do azeite, da farinha e da "dispensa" pode até lhe ter impressionado, mas foi só. A ressurreição do filho reatou laços que ela havia perdido com Deus.

VI- O QUE O TEXTO QUER DIZER PARA NÓS HOJE NESTE DIA DE REFLEXÃO?
1
: Deus providência alimento das formas mais esquisitas possíveis (corvos, dispensas acanhadas de viúvas, etc).
2: Corvos, panelas, botijas e ressurreição são assuntos importantes neste texto.
Porém, o mais importante é a cura da alma de uma mulher. Ela estava machucada, ferida (verso 18) e decepcionada. Ela estava distante de Deus e Deus queria resgatá-la.
3: Muitos profetas batem a nossa porta. E alguns fazem "milagretes" fantásticos. Mas cuidado! Profeta que não coloca a nossa alma diante de Deus, diante de Jesus Cristo, é o diabo disfarçado de anjo (2 João 1.7-11).
4: O que é que nós precisamos perder para voltarmos a conversar com Deus? O que é que Deus precisa nos tirar para novamente aprendermos a lutar com Deus?

A pedagogia de Deus é loucura! Esta mulher quase perdeu um filho para voltar, para curar, para se reencontrar e para retornar ao coração de Deus!
A história desta mulher termina com a ressurreição do filho! E a nossa como vai terminar?

Anúncio