LIÇÕES DE UMA GRANDE MULHER


2 Reis 4.8
Introdução: Vamos Aprender algumas lições com a história desta mulher de Suném, ou mulher sunamita. A história dela tem princípios importantes para a vida hoje. 1º) v.8: O profeta de Deus, Elizeu, passou várias vezes pela porta daquela mulher. Até que um dia, ela ofereceu uma refeição em sua casa. Ela vê Elizeu passar e observa várias vezes pra poder chama-lo de homem de Deus diante de seu marido.
  • A lição é essa: que para você dizer que alguém é um homem de Deus, uma pessoa de Deus, "um santo homem de Deus" como ela falou a respeito de Elizeu, você precisa travar um certo relacionamento com essa pessoa. Eu conheço pessoas que foram enganadas por indivíduos de má fé, malandros... indivíduos que elas nem conheciam direito, que nem sabiam da origem, que caíram de pára-quedas em sua frente, indivíduos que elas viram pela primeira vez, mas que já colocaram para dentro de suas casas.
  • Há um ditado que diz, que se você quer conhecer alguém, você tem que comer um saco de sal de 60 quilos com ele. Já calculou quanto tempo leva para você consumir um saco de sal de 60 quilos?

2º) Veja o emprego do plural. "vamos construir"; a mulher diz ao marido: "vamos fazer, vamos colocar uma cadeira, vamos fazer uma mesa, vamos construir um quarto". Ela diz isto para o marido, porque casamento é unicidade; casamento não é unidade – unidade é duas partes que se juntam, mas unicidade é duas partes que se fundem para ser uma (Deus diz que no casamento, homem e mulher tornam-se uma só carne).
  • E olha que, pelo texto, ela é uma mulher de posição, de liderança, daquelas que idealizam, que criam e que diz "vamos fazer"!
Mas mesmo ela sendo uma mulher de liderança e de posição, ela não vai em cima do marido. Porque muitas vezes, a mulher que tem posição de liderança, ela costuma quase que colocar um cabresto no marido e fica o tempo todo dizendo pra ele: "vem pra cá, eu to mandando... e agora, vem pra cá" e o marido fica que nem um pateta. É desses maridos que se conta, teve um, que vivia apanhando da esposa, mas que não dava o braço à torcer. Um dia ele se enfiou debaixo da cama, e enquanto a mulher dizia: "Saia já daí!", ele respondia: "Não saio, não; não saio porque quem manda aqui sou eu". Todas as decisões que envolvam a minha casa, tem que ser compartilhadas entre eu e minha esposa.
  • Você casou? então, você nunca mais vai poder tomar decisão sozinho. Você está com seu marido aí perto? diz aí, um para o outro: "Eu nunca mais - posso tomar decisão - sozinho". Você nunca mais vai poder tomar decisão sozinho!
3) Quem faz o bem recebe o bem, Ela não tinha filhos e o profeta falou que ela iria dar a luz,
  • Veja só isso: Essa mulher, que construiu um quarto dentro da casa dela, para o profeta ficar sempre quando a visitasse... ela aprendeu a respeitar o espaço do profeta. Quando Elizeu mandou que Geazi fosse chamá-la, ela veio, chegou e bateu na porta; ela não abriu a porta, dizendo: "Que foi? ...o que você quer?" Tem pessoas que pensam que, porque fizeram o bem a alguém, então podem desrespeitar o espaço da outra pessoa. Eu vejo isso: pais e mães que, porque ajudaram a filha no aluguel da casa ou na compra da casa, porque ajudou, pensam que podem se intrometer na vida dela. Você pode ajudar quem você quiser, mas você tem que aprender a respeitar o espaço dos outros. Há um limite, há um respeito que aquela pessoa merece por mais que você tenha feito por ela. Mas tem gente que pensa isso: "Ajudei, posso abusar". Não! Olha aqui esta mulher. O profeta chamou, ela ficou na porta, não entrou..."só entro se for chamada". Nós temos que aprender e entender que os outros merecem honra, respeito no espaço que ocupam.
4º) A palavra se cumpriu o menino nasceu. O texto diz que o filho morreu, mas ela (a mãe) não entrou em desespero; pegou o garoto e levou ele pro quarto (para aquele quarto que ela e o marido construíram para o profeta Elizeu). Ela foi lá, fechou a porta (dessa vez, Elizeu não estava ocupando o quarto).
  • Essa mulher é sábia. No v.23, o marido vendo a mulher ia falar com o homem de Deus e, não era sábado, não era dia de culto, então por que está indo? Nesse v.23, o marido diz: "Vem cá, porque você está indo hoje até o homem de Deus, se não é o dia?" Olhe que mulher sábia, ela diz. "Não faz mal. Não se preocupe. Está tudo bem".
  • Que é que você faz, irmã? Aconteceu um problema, você fica esperando na porta o marido chegar: "Tô doida que ele chega, que eu vou contar tudo logo! Anda homem, chega! Hoje isso aqui vai pegar fogo, vou arrebentar tudo, é hoje!"
  • Se não está na hora de falar, de conversar sobre nada, ela diz: "Eu só vou falar com ele quando eu ver o resultado final. Agora não é hora de falar".
5º) Veja o que eu aprendo nesta parte da bíblia: Escute o restante do v.25: Considere: quem é que viu a mulher primeiro, Geazi ou Elizeu? Elizeu. Amado: quando Deus chama alguém para a Sua obra, para o Seu ministério, não é que essa pessoa é feita de um material diferente do seu, não; é gente também, tem defeitos e limitações. Só que tem um detalhe: quando Deus chama alguém para a Sua obra, Ele dota de capacidade espiritual. O homem de Deus vê o que ninguém vê.
  • Tem gente que quando está com um problema, ao invés de procurar o pastor, de procurar o homem de Deus, procura o irmão Josevaldo das Quantas. O irmão Josevaldo das Quantas é um homem abençoado, é crente. só que não está naquela posição de pastor, de líder espiritual. Aí, a pessoa segue os conselhos do irmão Josevaldo das Quantas e se dá mal, quebra a cara e vem aos pedaços para o pastor. Vem todo quebrado! Mas se fosse ao pastor, o pastor que tem uma visão mais ampla, porque é pastor, evitaria tanta dor de cabeça.
  • Nós lemos aqui no v.25, que Geazi não viu a mulher se aproximar, mas Elizeu viu!. Amado: Vá ao homem de Deus. Tem gente indo atrás de conversa fiada e complicando a vida: "Não, pastor, aquela mulher é usada por Deus, ela disse que se eu fizer assim e assado. " Você vai se dar mal. Vai ao homem de Deus!
  • Geazi vai a mulher e pergunta vai tudo bem? Veja a mulher, dizendo: "Geazi, pra você, pra você tá tudo bem, sim. Você não tem capacidade para me orientar, para me dirigir, eu não vou ficar dando detalhe da minha vida para você". Mas tem gente que escancara a vida que leva para a torcida do flamengo inteira. Geazi perguntou para aquela mulher: "Vai tudo bem com você, com seu marido? Com seu filho?" ...e ela respondeu: "pra você vai! Tá tudo bem!" ...agora, para o homem de Deus, ela derramou o coração.
  • Agora, que coisa linda é esse homem de Deus aqui. Que honestidade! Vemos no v.27, que ele, como homem de Deus, ele tem a percepção que ela está com um problema, mas como ele é humano e não sabe-tudo, ele diz pra Geazi: "olha, a alma dela está amargurada, mas eu não sei o que é, porque o senhor não me revelou". Que honestidade! Aí, aquela pessoa que é conhecida como Josevaldo das Quantas, que faz revelamento disso e daquilo em nome de Deus, pra não perder a pose, diz: "É, eu tenho que inventar aqui alguma coisa, porque se não, vão dizer que perdi o poder de Deus, que estou por baixo e coisa e tal".
Conclusão: Aquela mulher foi agraciada pelo milagre de da à luz porque soube receber o homem de Deus (transmissor de benções), teve sua benção restituída porque soube buscar no lugar certo.
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget