O tempo e o espaço vivencial da fé.


O tempo e o espaço vivencial da fé.  Texto: 2º. Rs. 5:2 -  Naamã foi um Grande homem diante de seu Rei, Herói de Guerra, Leproso Todos sabem como ele foi curado em Israel após mergulhar sete vezes no rio Jordão. O que poucos sabem é que sua história de cura começa com o testemunho de uma crente em crise.

I – O tempo vivencial da fé é tempos de crise.
A história começa com um crente na tribulação na luta, mas sem negar seu testemunho nem o seu Deus. Não importa o que aconteça, ou onde você esteja, seja sempre fiel ao seu Deus. Podemos dizer que aquela menina tinha todos os motivos para não testemunhar, pois lhe tiraram duas coisas muito preciosas.
a) A Família
b) A Liberdade
QUANTAS VEZES NOS SENTIMOS COMO ESTA MENINA. Porque Deus permitiu que esta menina fosse retirada de seu lar de seu país? POR QUÊ? (Vivemos querendo saber o porquê de tudo).  
Duas coisas que não devemos esquecer:
1 - Deus sempre desejou que os seus servos fossem suas testemunhas.   2 - Deus está dirigindo sua história.  
SEJAM QUAIS FOREM AS DIFICULDADES, PODEMOS TER CERTEZA DE QUE DEUS SEMPRE TEM UM PROPÓSITO EM RELAÇÃO A NÓS E QUANTO MAIO A CRISE MAIS FÉ PRECISAMOS TER PARA CRER QUE DEUS ESTAR NOS CONDUZINDO PELO CAMINHO CERTO.
A Síria era um lugar de cativeiro para aquela menina, mas Deus é o SENHOR do mundo. Aquele cativeiro seria o lugar onde Deus usaria aquela jovem.

II – O ESPAÇO VIVENCIAL DA FÉ É O LUGAR ONDE SOMOS PROVADO.
A história continua com aquela menina pregando, mostrando Deus mesmo no meio da adversidade.
Naamã tinha um grande problema, A LEPRA. Ele vencera muitos inimigos, porém, nada podia fazer contra a lepra seu maior inimigo.
Então um belo dia aquela menina (crente) abre sua boca: “Tomara o meu senhor estivesse diante do profeta que há em Samaria; ele o restauraria da sua lepra”.
Eu diria que: O TESTEMUNHO DA MENINA, MESMO NO CATIVEIRO,  TROUXE FÉ AO CORAÇÃO DE NAAMÃ. (v.4) – Ele foi ao rei e pediu permissão para ir até Israel. (note que o testemunho provocou em Naamã uma atitude)
A)       Você não deve deixar de lado sua fé e seu testemunho pelo simples fato de estar no lugar em que você não gostaria de estar.
B)       Pelo simples fato das benções não chegar na velocidade que você quer.   

III – NAAMÃ TEVE QUE MERGULAR SETE VEZES NO LUGAR ESPECIFICADO PELO PROFETA.
A)       Reclamou da água suja, na prova Deus nos leva por caminhos que não entendemos.
B)       Mal sabia Naamã  que o mergulhar naquela água suja representava: a quebra de seu orgulho, o banho do amor de Deus, o lavar da Graça, a imersão na misericórdia, a submissão ao governo Divino, o reconhecimento de que o Deus de Israel faz milagres, o abraço da fé em Deus.   

CONCLUSÃO. Deus tem um lugar e um tempo para tudo e não trabalha como nós:
Paulo, preso picado de serpente, sendo alvo de escárnio, neste contexto muitas vidas são salvas pelo seu testemunho.
Daniel, na cova dos leões sua sobrevivência testemunhou a gloria de Deus.
A viúva de Sarépta, esvaziou sua dispensa para que o azeite transbordasse.
José,  é vendido, preso, escravizado em uma terra estranha para se tornar governador. 
O RELOGIO E O LUGAR DE DEUS SÓ SE SUBMETEM A ELE.

Anúncio