Inscrição / Congresso Regional da URMIC Leste RN PB PE 2020



IGREJA DE CRISTO NO BRASIL - NOSSA HISTÓRIA


A Igreja de Cristo no Brasil teve início no Nordeste, na cidade de Mossoró (Rio Grande do Norte). Organizada em 13 de Dezembro de 1932 por membros oriundos da Assembleia de Deus naquela mesma localidade, os quais voluntariamente entregaram suas credenciais de Ministros àquela igreja irmã, por motivos doutrinários.
Líderes iniciais
Pastores:
- Manoel Higino de Souza
- João Vicente de Queiroz
- Gumercindo Medeiros
- Eustáquio Lopes da Silva

Presbíteros:
- Cândido Barreto
- Tomaz Benvindo

Evangelistas:
- João Morais
- Domingos Barreto
- Francisco Alves

Todos os líderes organizadores encontram-se atualmente na glória do Senhor Jesus Cristo. O último pioneiro que permaneceu mais tempo entre nós, foi o Pr. João Vicente de Queiroz, que pastoreou a Igreja de Cristo em Fortaleza-CE., por longos anos, de 1946 a 1997, tendo passado a morar com o Senhor Jesus no dia 17 de agosto de 1997, com mais de 91 anos.

O início
Houve uma divergência doutrinária entre os dois Missionários da Assembleia de Deus no Nordeste, Samuel Nysrtron e Gunnar Vingren, com respeito a salvação de graça por meio da fé, sem o concurso dos méritos próprios, e a segurança eterna do crente genuíno. A divergência foi evidenciada em algumas publicações, a qual se tornou tema de convenções.
Com essas publicações contraditórias acerca da doutrina da segurança e salvação eterna do crente genuíno, pela graça e pela fé em CRISTO JESUS, um grupo de irmãos elegeu o Pr. Manoel Higino de Souza, para fazer uma carta ao missionário Nils Kastberg, pedindo para marcar uma convenção aonde ele achasse melhor, afim de que estudassem esses pontos doutrinários, para que nenhum crente nosso viesse a errar quanto a essa doutrina.

Enviaram, então, uma carta solicitando a referida convenção, mas a resposta, que foi negativa, demorou a chegar. Então, combinaram com todos os irmãos que tinham o mesmo pensamento, para estudarem o assunto com profundidade na Bíblia, jejuarem e orarem em busca de uma resposta do Senhor Jesus, desde o dia 20 de maio de 1932 a 13 de Dezembro de 1932. Neste momento chegou a resposta da carta negando a realização da convenção, contrariando a expectativa de todos, o missionário Nils Kastberg, disse “estar de acordo com os ensinos da salvação condicional, e quem estivesse aborrecido que saíssem para onde quisessem...”.

Diante desse impasse, e por não ter outra alternativa, todos os líderes acima mencionados, devolveram voluntariamente suas credenciais de Obreiros, à liderança da Assembleia de Deus, respectivamente de Pastores, Presbíteros e Evangelistas.

Assim sendo, no dia 13 de Dezembro de 1932, tomaram a decisão histórica de definitivamente organizarem o trabalho da IGREJA DE CRISTO, em Mossoró-RN. Inicialmente a denominação surge com o nome de “Assembleia de Cristo” e em 1934 passou ao nome definitivo de Igreja de Cristo. Para não confundir a Igreja de Cristo que é o Seu corpo e Templo do Espírito Santo, com o prédio e a organização institucional, por revelação da Palavra de Deus, conforme Mc.11:17a; Is.56:7; At.17:24b, decidiram transcrever à frente dos prédios onde se reúnem, a expressão: CASA DE ORAÇÃO DA IGREJA DE CRISTO.

O Desenvolvimento
Podemos dividir a história da Igreja de Cristo nos seguintes momentos:
1932-1960 (O Primeiro Amor)
Neste período a igreja vive uma grande motivação evangelizadora o que provocou um grande crescimento, abriram-se trabalhos em Apodi, Itáu, Caraúbas, entre outros.
Década 1970 (O Grande Avivamento)

Esse grande avivamento iniciou-se na Igreja de Cristo em Parque Araxá, Fortaleza - CE, na década de 70. Revolucionou a Igreja no Ceará e com grandes repercuções no Rio Grande do Norte, resultando calorosas reuniões de oração, curas, milagres, revestimento de poder e dons espirituais, surgindo vários trabalhos e novos obreiros. O grande fruto desse período foi a criação do Seminário da Igreja de Cristo na cidade de Fortaleza, que contribuiu com a formação de diversos obreiros.

Década de 1990
A Igreja tem vivido definições organizacionais internas, como projetos de apoio aos obreiros, projetos de missões e nova estrutura organizacional em nível nacional e regional.

Uma Igreja de vanguarda
A Igreja de Cristo foi uma igreja de vanguarda. Vanguarda é aquilo que está na dianteira do exército. A igreja por toda a sua história foi considerada uma igreja à frente de outras em seus ensinos e prática:
- Enquanto surgiam pelo Brasil diversas denominações pentecostais que defendiam a perseverança como condição para a salvação, a Igreja de Cristo foi o único grupo pentecostal que apontava para a obra eterna de Deus pela salvação e segurança do crente em Jesus. Afirma que se Deus que se Deus é eterno e sua obra também é, logo a salvação não pode jamais ser perdida (cf. Jo 10:28).
- O “Batismo com o Espírito Santo” era a regra geral entre todos os pentecostais que o batismo se dava como uma segunda bênção para o crente que falasse em línguas. A Igreja de Cristo, no entanto, foi o primeiro e único na época a defender que o crente recebe o batismo do Espírito Santo no momento da conversão (cf. Gl 3:5; Lc 24:49).
- A Igreja de Cristo teve acesso as mais diversas denominações, desde as chamadas tradicionais até as pentecostais. A Igreja de Cristo sempre desenvolveu o espírito de unidade do corpo de Cristo, nos mais diversos segmentos do protestantismo.

- A Igreja de Cristo também se destaca pelo fato de se ter iniciado no Nordeste brasileiro. Foi o primeiro grupo cristão que começou no Nordeste e se espalhou pelo Brasil.

HISTÓRIA DA IGREJA DE CRISTO EM PARNAMIRIM-RN

                                                
INTRODUÇÃO

        Todo povo tem sua história. Toda história tem seus mitos. A história da Igreja de Cristo em Parnamirim é marcada por homens que tinham suas próprias histórias e seus próprios mitos. Mas o que eu quero destacar neste pequeno histórico não são os mitos nem a história dos homens que a implantaram, mas tentar contar a história que esses homens fizeram. Mestre, evangelistas, pastores, pregadores e apenas companheiros de jornada foram usados por Deus para abrirem uma porta que, apesar das lutas, ninguém foi capaz de fechar.

ANO DE IMPLANTAÇÃO
      
       Por volta de 1958, chegou em Parnamirim a igreja de Cristo, conhecida somente por Igreja de Cristo, e sua sede como casa de oração da Igreja de Cristo. Oriunda da Assembleia de Deus e com um crescimento muito lento era chamada por alguns de “Ramo murcho”. Foi trazida pelo irmão Valdemar que, juntando-se a outros resolveram levar avante a obra nesta cidade. O irmão Bizá, juntamente com outros irmãos eram funcionários do Ministério da Aeronáutica e trabalhavam no Corpo de Bombeiros na Base Aérea de Natal. Era um grande evangelista e conseguiram ganhar quase todos os civis do setor para Cristo, e com eles também alguns militares. Os civis moravam quase todos em Parnamirim e uniram-se ao irmão Valdemar para tocar a obra que permanece até hoje.

FUNDADORES

       Como já foi comentado, o irmão Valdemar, que também era funcionário público, trouxe a idéia de implantar um trabalho da Igreja de Cristo em Parnamirim. Uniu-se, portanto, ao irmão Bizá; Manuel Leôncio; Omar; José Rodrigues; Manuel Maximiano; João Gomes, que era sargento da reserva da Marinha de Guerra e, mais tarde o irmão Luís Rodrigues e Walfredo Rodrigues. Também se juntou ao grupo o irmão Antônio Paulino dos Santos, o conhecido irmão dos Santos. Estes foram os que conduziram a Igreja. Valdemar era o
  maior pregador. Homem de uma mensagem viva e poderosa. Trocava o “L” de Bíblia e pronunciava “Blíbia”. Fora isso ninguém se igualava a ele. Era o melhor. Saudades. O irmão dos Santos era, também, um hábil pregador. Era um pregador de requinte, da oratória rica de palavras difíceis. Era o mais culto. Bizá era um Mestre da palavra. Sabia a Bíblia quase de cor. Suas pregações passavam de uma hora de discurso; tocava e cantava. No violão era mestre, no cântico era um desastre, mas tínhamos uma certeza: fazia tudo de coração e por certo agradava a Deus. Manuel Leôncio era posudo e também gostava de pregar. Palavras colocadas com prudência, devagar para não deixar cair a dentadura superior, na qual, antes de usar o púlpito colocava um produto para colar-lhe ao céu da boca. José Rodrigues, Omar e Edgar, vez por outra também usavam da palavra no púlpito. O irmão Maximiano, gente boa era apenas um, cooperador que, mal se sentava, já estava dormindo, especialmente quando estes Três últimos irmãos estavam pregando. Todos, porém, trabalhavam unidos, que causariam inveja aos líderes de hoje.

OS JOVENS DA IGREJA

       Nos anos sessenta a Igreja recebeu reforço de três jovens que se convertiam no mesmo dia, eram eles: João, Levine e Deusdedit. João e Levine eram filhos de João Gomes. Os três eram tão unidos que muita gente em Parnamirim achava que eram irmãos. Deusdedit logo cedo aprendeu a tocar violão com o irmão Bizá e, em pouco tempo já estava tocando e cantado na Igreja. Levine aprendeu a tocar cavaquinho com Deusdedit, e como não se dedicou muito ao instrumento tocava pouco na Igreja. João só fazia companhia aos dois e o resto eram brincadeiras. Saudades.

LOCAIS ONDE FUNCIONOU A SEDE

       Como não havia condição de se construir uma casa de Oração, tendo em vista que só o irmão Valdemar era dizimista, pois a Igreja não dava essa doutrina, dizendo que isso era coisa do Velho Testamento, a nossa condição financeira era muito precária. Quando queríamos realizar algum trabalho que envolvesse dinheiro esse líderes combinavam em dividir a despesa entre eles. Os locais onde esteve funcionando a casa de Oração foram: Rua Comandante Petit, com Aspirante Santos, nº 55 – centro; Rua Mena Barreto, nº 32; Avenida Senador João câmara, nº 143; Rua Tenente Ferreira Maldos, nº 375; Avenida Everaldo Breves, nº 54 – Centro



e Avenida Tenente Cordeiro, nº 363 atual. A primeira casa de oração própria foi a da Rua Tenente Ferreira Maldos, nº 375. Como o local não era muito apropriado para esse fim, devido ser muito escondido foi vendida para a filha do irmão Walfredo, local onde mora até hoje. O irmão Valdemar doou, entoa, no fundo do quintal da sua casa um espaço de 8x10m, para a construção da nova casa de Oração.o jovem Deusdedit, que tinha alguma habilidade em desenho projetou o pequeno prédio onde depois de pronto desenhou na parede do púlpito: “A minha casa será chamada casa de Oração”, ficando à esquerda de quem entrava; do lado direito: “Lembra-te do teu criador nos dias da tua mocidade”.

DIRGENTES OFICIAS, PASTORES E OBRAS QUE EFETUARAM   

       O primeiro Dirigente oficial da Igreja foi o presbítero João Gomes da Silva, pai de Levine e João.depois de alguns anos a frente do trabalho passou para o evangelista Francisco Batista de Almeida, o irmão Almeida, que era sargento da Aeronáutica. Com a chegada do irmão Deusdedit vindo de Belo Horizonte onde servia, a Igreja tomou novos rumos. Desde o tempo de sua implantação até 1987 a igreja não havia alcançado um crescimento satisfatório. Em 1988 o irmão Deusdedit assumiu a direção da Igreja, em uma eleição presidida pelo pastor Antônio Gomes de Andrade (Pastor Tozinho), que era coordenador regional. Nessa época a Igreja já estava passando por um abençoado momento de crescimento, para a Glória de Deus. Em 1989 a Igreja comprou mais de 10m de terreno por trás da casa de Oração e foi ampliada para 8mx15m, sendo esta a primeira reforma do prédio, ficando 5m para uma sala de aula e dois banheiros. Durante a primeira reforma, como não se podia pagar um aluguel a Igreja funcionou nesse pequeno espaço de 5mx10m. Não se podia negar que Deus, assim como aconteceu com Moises; se fazia presente cara a cara no meio do povo que se espremia nesse pequeno espaço. Cobrimos o templo. De dia se trabalhava na construção, à noite, levavam-se as tábuas que eram utilizadas pelos pedreiros e fazíamos bancos para o povo se sentar e assistir aos cultos num local iluminado através de gambiarras. Durante minha vida não vi, coisas tão bonitas na obra do Senhor, apesar de ter passado por outras experiências semelhantes. Nessa época o irmão Deusdedit já era presbítero da Igreja. Por volta de 1990comprou-se o terreno com a casa onde estão construídos os departamentos da Igreja. Já como pastor o irmão Deusdedit que também é desenhista de arquitetura projetou o prédio com quatro salas, berçários, cozinha, banheiros masculinos e femininos, dois pequenos depósitos, gabinete pastoral, secretaria.
        Em 1995, combinando com a Igreja o Pastor Deusdedit decidiu por trazer o Pastor Geraldo Rodrigues Lima para pastorear a Igreja. Antes, porém realizou a segunda reforma do templo, que passou de 15m para 20m de comprimento e comprou o terreno ao lado para ampliar o prédio. Já sob a direção do Pastor Geraldo Lima foi realizado a construção de mais duas salas, a ampliação da cozinha e colocado os pisos das salas.


NOVO PRÉDIO, PROJETO E ENGENHEIRO RESPONSÁVEL

       Como já foi citado, o prédio onde funcionam os departamentos da Igreja foi projetado pelo Pastor Deusdedit dentro dos moldes mais simples e econômicos, tendo em vista a condição financeira da Igreja ser muito pequena. O engenheiro responsável foi o então irmão Otoniel Marcelino, atual Pastor Otoniel, de quem recebemos especial atenção. A laje do prédio foi conduzida pela irmã Marli esposa do Pastor Deusdedit, enquanto este estava num encontro regional na cidade de Santo Antônio. Querendo fazer-lhe uma surpresa programou, junto com algumas irmãs uma feijoada e convidou os homens da Igreja para concretizar a laje, serviço que realizariam em apenas dois dias. Os pavimentos superiores, juntamente com os banheiros levaram aproximadamente uns três anos para serem concluídos.

ATIVIDADES DA IGREJA

       Durante a liderança do presbitério João Gomes, havia um ponto de pregação em Cajupiranga, lá pelas terras do Sr. Fernando Ribeiro. Os cultos eram realizados à luz de candeeiro a carbureto, e íamos a pé conversando, orando e cantando. Na época era longe e o caminho era ladeado de lama, pois depois da linha férrea praticamente só havia mato. Implantamos a Igreja do Baixio, Pium. Convém lembrar que a Igreja de Santo Antônio também foi implantada pela Igreja de Cristo em Parnamirim, na época dos seus primeiros líderes.
        Na vividência do irmão Manoel Lorenço, de que tínhamos grande apoio dele e de sua família.
  
CONCLUSÃO   

       Esta pequena história da Igreja de Cristo em Parnamirim poderia ser mais completa se pudesse ter ainda entre nós alguns dos seus fundadores, mas todos já dormem no Senhor. Daqueles três jovens somente o Pastor Deusdedit eo irmão Valdemar estão vivos. Portanto para memorizar, relaciona aqui os líderes fundadores, dirigentes oficiais e seus primeiros jovens:

                            Líderes Fundadores:

                                          Bizá
                                          Valdemar
                                          Manoel Leôncio
                                          José Rodrigues
                                          Edgar
                                          Omar
                                          Maximiano

                             Dirigentes oficiais:
                                         
                                          João Gomes – 1º dirigente oficial
                                          Evangelista Almeida – 2º dirigente oficial
                                          Pastor Deusdedit – 3º dirigente oficial e 1° Pastor da Igreja em Parnamirim
                                          Pastor Geraldo Lima – 4º dirigente oficial
                                          Pastor Joel Medeiros – 5º dirigente oficial

Primeiros Jovens:
João Gomes da Silva Filho – falecido em São Paulo
Levine Gomes da Silva – falecido em João pessoa
Francisco Viana

Foram com estes que Deus pôde contar para que esta obra permanecesse até hoje, sendo a segunda maior
Igreja de Parnamirim – RN. Que Deus seja louvado por tudo que fez e faz por todos nós que fazemos a Igreja de Cristo em Parnamirim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo

Anúncio