O Crescimento Natural da Igreja

O Crescimento Natural da Igreja 1º Cor 3: 6-9

6 Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.
7 Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.
8 Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho.
9 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

Os princípios contidos neste estudo sobre o desenvolvimento natural da Igreja tem como objetivo Ajudar a liberar o potencial de crescimento com qual Deus edifica a sua igreja. Este material é baseado em 8 princípios, também denominados de marcas de qualidade:


1. Liderança capacitadora: a liderança que constantemente gera novos líderes.

(2º Tm. 2:2, E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros.)


2. Ministérios orientados pelos dons: baseia-se na certeza de que Deus deu dons específicos aos cristãos para servirem a sua igreja através dos diversos ministérios.

1º Cor. CAPÍTULO 12: 1 ACERCA dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.

2 Vós bem sabeis que éreis gentios, levados aos ídolos mudos, conforme éreis guiados.
3 Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o SENHOR, senão pelo Espírito Santo.
4 Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
5 E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
6 E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.


Efe. 4: 8 Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens.
9 Ora, isto ele subiu que é, senão que também antes tinha descido às partes mais baixas da terra?
10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas.
11 E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,
12 Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;
13 Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,
14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.


3. Espiritualidade contagiante: uma espiritualidade que leve os cristãos a viverem a sua fé de uma maneira autêntica e com entusiasmo.

1º Tes. 1: 2 - Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações,
3 Lembrando-nos sem cessar da obra da vossa fé, do trabalho do amor, e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai,
4 Sabendo, amados irmãos, que a vossa eleição é de Deus;
5 Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós.
6 E vós fostes feitos nossos imitadores, e do Senhor, recebendo a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo.
7 De maneira que fostes exemplo para todos os fiéis na Macedônia e Acaia.
8 Porque por vós soou a palavra do Senhor, não somente na Macedônia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma;
9 Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro,
10 E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.


4. Estruturas funcionais: estruturas que se orientam nas necessidades reais buscando supri-las e contribuindo para que o crescimento seja facilitado. Neste item observamos que cada localidade tem suas necessidades peculiares.
Atos 6: 1 ORA, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano.
2 E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas.
3 Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.
4 Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.



5. Culto inspirador: proporciona ao participante ter uma experiência inspiradora e no qual se sinta aceito e amado.
Rm. 15:32 - A fim de que, pela vontade de Deus, chegue a vós com alegria, e possa recrear-me convosco.
(II Coríntios 7 : 13) "Por isso fomos consolados pela vossa consolação, e muito mais nos alegramos pela alegria de Tito, porque o seu espírito foi recreado por vós todos."
(Judas 1 : 24) "Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória,"


6. Grupos familiares (ou grupos pequenos): grupos nos quais ocorre o aprofundamento dos relacionamentos e o atendimento das necessidades individuais.
(Atos 20 : 20) "Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas,"


7. Evangelização orientada pelas necessidades: aqui não se têm em mente primeiramente as pessoas com o dom de evangelista, mas sim como cada cristão pode testemunhar de Cristo em seus contatos naturais do seu dia-a-dia.
(Atos 1 : 8) "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra."


8. Relacionamentos marcados pelo amor fraternal: visa tornar mais visível para o amor de Cristo em todos os relacionamentos, especialmente entre os cristãos.
(Romanos 12 : 10) "Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros."
(I Tessalonicenses 4 : 9) "Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros;"
(I Pedro 1 : 22) "Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro;"

Colocar estes princípios em prática vai auxiliar no desenvolvimento da nossa congregação. São coisas simples que podemos fazer, porem, pode trazer grandes resultados.

Deus Abençoe:
Pr. Joel Medeiros



Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget