Paradigmas de liderança em tempos de crise

O que é um paradigma? A palavra significa: Modelo, padrão. Ilustração do paradigma da visão. O que você estar vendo, é o mesmo que eu estou, porem eu posso ter uma interpretação diferente, porque em minha mente existe outros modelos de conceito e valores. Iremos usar dois modelos para ilustrar estilos de igrejas e estilos de lideranças, e procurarmos uma síntese conceitual do que queremos para nossa igreja. Igreja quitanda: a quitanda é um mercadinho da esquina que tinha suas vantagens e desvantagens. a) Vantagens: o freguês sempre era atendido pelo dono, o dono não estava preocupado com a concorrência, não havia um espírito competitivo, as compras era uma transação entre amigos, as pessoas que lar iam promovam e Satisfaziam-se apenas com o básico, o essencial, o caráter era a principal moeda e a palavra empenhada era reconhecida e tinha valor. b) Desvantagens: não tinha tudo em que se queria, não tinha novidade, o local não era de luxo, o sortimento de produtos era limitado. Igreja supermercado ou hipermercado: Não se estabelece mais na vizinhança, a freguesia é sempre estranha, ninguém conhece mais ninguém, na verdade para o supermercado, pouco importa, pois as pessoas que vão ali não são pessoas com passado, família e nomes, são apenas consumidores. O dono ou o gerente nunca estar por perto, eles não conhecem você nem fazem questão de conhecê-lo. Para o supermercado o básico não e o mais importante e sim o supérfluo, que vem com a promessa de uma vida mais confortável e mais feliz. O importante não são as pessoas e sim sua capacidade de consumo, para isso não poupam propagandas, promoções e promessas. As propagandas também servem para atrair os consumidores insatisfeitos do outro supermercado. Usam a propaganda para criar e induzir novas necessidades, os apelos sempre são voltados para as emoções, para auto afirmação dos homens e mulheres carentes. Esta mudança da quitanda para o supermercado é, talvez, a que mais desperta nossa preocupação pelo fato de um paradigma de benefícios destorcido da vontade de Deus. (2 Reis 5:20-27, Romanos 12:2). De um paradigma de liderança que vira gerente. (1 Crônicas 21:1-7). De um modelo de adorador que vira consumidor. ( João 6:22-27). De um paradigma de servo que vira artista de palco. (Mateus 6:2-5)
Deus Abençoe: Pr. Joel Medeiros

Anúncio