Psicóloga evangélica é censurada publicamente

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) puniu no dia 31 de julho a psicóloga Rozangela Justino, com “censura pública” por apoiar pessoas que voluntariamente desejam deixar o comportamento homossexual.

“Ela não pode em hipótese alguma fazer referência a qualquer tipo de tratamento ou de mudança de comportamento no sentido de atingir as pessoas com orientação homoafetiva”, disse o presidente do Conselho Federal de Psicologia, Humberto Verona, ao Portal Terra, com base na resolução 01/99 do conselho.

Pós-graduada com a tese “Da Homossexualidade à Heterossexualidade: há possibilidade de resgate da heterossexualidade”, Rozangela, que trabalha há vinte anos com homossexuais, disse se sentir “amordaçada” após a condenação do CFP. “Estamos diante de uma norma inconstitucional que impede a liberdade de pensamento e científica, e a expressão dos mesmos”, afirma.

Rozangela decidiu não mais atender pessoas com conflitos na identidade sexual homossexual, enquanto a decisão do CFP estiver vigente. Segundo ela, sua integridade física está ameaçada.
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget