Joabe O fraco valente de Davi



 “Todo caminho do homem é reto aos seus próprios olhos, mas o Senhor sonda os corações” (Provérbios 21:2).
 - Leituras da semana: 2 Sm 2:17-23; 3:23-27; 11:15-25; 20:7-11; 1Rs 1
 A história de Joabe fala de política de poder, intriga, lealdades equivocadas, ciúmes e teimosia. No tempo de Joabe, a sobrevivência não era garantida por uma administração central forte. Os fortes sobreviviam; os fracos logo desapareciam. Foi durante o tempo de Joabe como valente e vigia de Davi que Israel se tornou verdadeiramente uma nação. Depois das animosidades entre os clãs e rivalidades tribais que caracterizaram o período dos juízes, foi à figura do rei (começando com Saul e, mais tarde, em grau muito mais forte, com Davi e Salomão) que uniu Israel, embora a Bíblia deixe claro que os séculos de pensamento como clã não se encerre em trinta ou quarenta anos. A vida de Joabe, descrita na Bíblia, foi desfigurada por guerras, intrigas e até genocídio.
- Embora possamos não estar envolvidos no tipo de coisas com que Joabe se envolvia, podemos enfrentar alguns maus traços de nosso próprio caráter quando examinamos sua história. É aqui, pelo exemplo negativo de Joabe – o fraco valente de Davi – que podemos identificar algumas de nossas falhas de caráter e buscar a única solução para elas: Jesus.

Questões familiares - Embora Joabe, ligado à família de Davi (veja 1Cr 2:13-17), tivesse a responsabilidade de comandar suas tropas, temos pela primeira vez um vislumbre de seu verdadeiro caráter em 2 Samuel  2. Saul e Jônatas haviam sido mortos em batalha. Judá logo elegeu Davi como rei. Quem ocupava função correspondente à de Joabe no exército do rei Saul era Abner, que, de alguma forma, sobreviveu à batalha em que Saul e seus filhos caíram.

Abner e Davi eram velhos conhecidos. Abner havia liderado as tropas de Saul em muitas perseguições a Davi. Abner não estava disposto a aceitar como rei o homem a quem ele havia perseguido. Consequentemente, Abner pôs  Isbosete  (v. 8, 9), o quarto filho de Saul, que não tomara parte na batalha, no trono de Israel e declarou guerra contra Judá e Davi. Embora Israel fosse numericamente mais forte, o reino de Davi crescia e se fortalecia.

1. O episódio de Asael, circunstâncias às vezes funciona como acionador (agente revelador) do caráter - Asael, irmão de Joabe? 2 Sm 2:17-23
- Durante a contenda, imprudentemente, o irmão mais jovem de Joabe perseguiu Abner, que o advertiu repetidamente para que o deixasse, mas o jovem impetuoso não o atendeu. Abner o matou em defesa própria. Joabe nunca esqueceu esse evento.
- Depois de algum tempo, Abner percebeu que o reino de Isbosete, que era um rei muito fraco, não seria bem-sucedido. Então, ele desertou para Davi e se ofereceu para trazer consigo as outras tribos (2 Sm 3:1-22). Nessa ocasião, Joabe estava fora. Ao voltar para casa, foi informado desses novos acontecimentos que o perturbaram muito.

2. Como Joabe considerou essa mudança de que não estava a par? 2 Sm 3:23-27. Compare o que Joabe disse a Davi com o verdadeiro motivo pelo qual matou Abner. Veja também 2 Sm 3:30. Como Joabe tentou expor os motivos de Abner? O que isso revela sobre ele?
- Talvez Joabe cresse verdadeiramente que estava agindo pelo melhor interesse de Davi quando matou Abner.
Pense em suas ações.
- Quais são as verdadeiras razões para algumas das coisas que você faz, em lugar das razões que você usa para justificá-las em sua mente?
- Como você pode saber a diferença entre as duas quando, realmente, são diferentes?

2. Como a resposta de Joabe à ordem de Davi expõe seu caráter? 2 Sm 11:15-25
 - Joabe tinha o um problema. Por ter o sangue de Abner em suas mãos, ele se via impossibilitado de reagir apropriadamente e ajudar a salvar a vida de um bom homem. E então, Joabe aumentou sua lista de crimes tornando-se, na realidade, o assassino de Urias. Note em 2 Samuel  11:17 que Urias não foi a única vítima. Nessa expedição precipitada, Joabe enviou juntamente com ele alguns outros homens a fim de fazer tudo parecer mais autêntico. Embora saibamos pela vida de Davi que Deus é misericordioso e nos perdoa quando nos arrependemos, ainda teremos que levar conosco as consequências da credibilidade arruinada e falta de integridade.

3. No exemplo acima, Joabe obedeceu às ordens de Davi. Agora leia 2 Samuel  18:5-15. O que verificamos sobre o caráter de Joabe nesse episódio?  É interessante notar que Joabe seguia as ordens de Davi mesmo quando elas violavam os mandamentos de Deus, mas não tinha dificuldade de desobedecer à ordem expressa do rei quando isso significava obter ganho pessoal. Afinal, caso Absalão tivesse obtido sucesso em sua revolta, provavelmente o próprio Joabe teria sido morto (2 Sm 19:5, 6). Joabe parecia estar defendendo a ninguém mais do que ele mesmo.

Joabe, o político  sem caráter - Segundo Samuel 13 conta como Absalão assassinou premeditadamente seu meio-irmão Amnom. Absalão fugiu do país e esperou algum tempo. Uma vez mais, Davi estava em situação difícil. Amnom era culpado de estuprar a meia-irmã Tamar, irmã de Absalão. Parece que Davi – paralisado pela lembrança de seu próprio pecado – se via impossibilitado de administrar justiça. Tomando as coisas em suas próprias mãos, Absalão vingou o estupro da irmã e restabeleceu a honra familiar. (Ao tempo de Davi, a honra e vergonha eram dois elementos muito importantes do sistema de valores.) Segundo, e como efeito colateral agradável, uma vez que Amnom, filho mais velho de Davi, estava morto, Absalão agora se encontrava na linha de sucessão do trono. O coração de Davi estava dividido entre seu pesar pelo filho morto, seu amor por Absalão e a aguda noção de que toda essa desordem, de alguma forma foi originada por seu próprio pecado.
- Em meio a tudo isso, Joabe decidiu usar uma mulher sábia de Tecoa.  2 Sm 14. o que essa passagem também nos diz sobre Joabe? A história que Joabe pôs na boca da mulher sugere que ele sabia a respeito do grande amor de Deus para com o pecador. Sua teologia era correta. Infelizmente para ele, este era um conhecimento unicamente intelectual. Sua própria vida continuava a ser caracterizada por vingança e falta de perdão. Joabe se tornou imune ao amor de Deus em sua própria vida. Para ele, tudo, até mesmo a religião, tinha um objetivo político e podia ser usado em proveito próprio.
- Como é fácil permitir que ambição pessoal, orgulho e desejo de supremacia motivem nossas ações!

4.  A última parada de Joabe - O tempo parecia ser perfeito. Davi, agora, era muito velho que não podia se aquecer à noite. Uma jovem e bonita mulher foi achada para ser assistente pessoal do rei Davi. O autor bíblico enfatiza especificamente que Davi não teve nenhuma relação sexual com ela (1 Rs 1:1-4), o que destaca ainda mais a fragilidade do rei. Davi não “conheceu” Abisague como também não sabia o que se passava em seu reino. Adonias, como o filho sobrevivente mais velho, decidiu que era a hora de providenciar sua coroação.

- Qual foi a posição de Joabe nesse caso? Leia em 1 Reis 1:1-7

O verso  7 deixa claro que Joabe foi um dos atores-chave nessa tentativa de golpe. Como em diversas outras ocasiões, Joabe simplesmente foi em frente e agiu, achando que o velho rei Davi seria impotente para fazer alguma coisa. Porém, desta vez, Davi agiu com a ajuda de Bate-Seba e do profeta Natã. Ele frustrou os planos de Joabe e de Adonias, declarando publicamente Salomão como seu co-regente.

Joabe parecia tirar Deus completamente da cena. Embora pudesse ter todo o conhecimento teológico sobre Deus, Este não parecia ter relevância em sua vida. Joabe achava que sempre poderia viver como lhe agradasse e escapar às conse quências.  Mais embora a retribuição possa não vir imediatamente, um dia, virá, se não nesta vida, no juízo final. Porém, frequentemente no fim do dia desta vida, mesmo em um dia muito longo, “aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6:7).

- Joabe teve uma última chance, pois Salomão não o puniu por sua conspiração com Adonias e permitiu que ele retivesse sua posição. Porém, Joabe não mostrou arrependimento e não apresentou defesa, e ainda se envolveu em uma segunda tentativa de golpe, apoiando o pedido de Adonias para ter a jovem que dormia com Davi (1 Rs 2:21-28). Quando isso não funcionou, Joabe finalmente percebeu a gravidade de sua situação. Ele fugiu para o santuário e se agarrou às pontas do altar. No entanto, Joabe se esqueceu de que o altar provia asilo só para os que matavam involuntariamente (Êx 21:14).
O passado não confessado de Joabe finalmente o alcançou. O homem que viveu pela espada finalmente morreu pela espada (1 Rs 2:28-35).

Por mais conspirador, ambicioso e enganoso que fosse Joabe, tudo que ele fez poderia ter sido perdoado pelo Senhor se ele tivesse ido a Deus com fé, humildade e arrependimento. O perdão está à disposição, se você estiver disposto a buscá-lo por si mesmo.

Devemos não só nos apoderar da verdade, mas permitir que ela se apodere de nós; e assim a verdade estará em nós.

Anúncio