Lições da história de Jefté


 Juízes capítulo 11  -   Introdução: Você já deve ter visto um presidente de uma nação visita outro país, e fazer uma cerimônia protocolar levando flores ao Túmulo do Soldado Desconhecido?
Por que honrar um desconhecido?
Porque boa parte da batalha foi travada por homens que nunca saberemos o nome, mas que foram imprescindíveis na guerra.
SOMOS UM SOLDADO SEM NOME. Lutamos diariamente contra nós mesmos, medos, traumas, marcas que as feridas da vida deixaram em nós, impressões malditas de um destino maldito assombram a nossa porta.
Hoje gostaríamos de extrair algumas lições da história de um homem chamado Jefté, eu quero afirmar para você que o destino de sua origem ou de seu meio não precisa ser terminal na sua existência.
Esta é a história de um menino judeu que nasceu “na zona” e terminou “na corte”! Nasceu e viveu sem dignidade, mas acabou a vida como JUIZ DO SEU POVO, o mais alto cargo daquela época! Vejamos sua trajetória e suas lições!

1.  Jefté era um homem que carregava consigo uma marca que não queria cicatrizar, pelo menos aos olhos do mundo ao seu redor: ERA FILHO DA PROSTITUTA!
2.  Era um guerreiro corajoso, mas ERA FILHO DA PROSTITUTA. Currículo pesado para quem quisesse ser grande na vida!
3.  Seus irmãos o rejeitaram e o expulsaram de casa por que ERA FILHO DA PROSTITUTA
4.  Foi obrigado a viver entre marginais, pois só ali havia lugar para um rejeitado filho da prostituta; filho do pecado, filho da iniquidade, do preconceito, do desamor, da crueldade humana que vende e compra o corpo humano como um objeto.
5.  Mas um dia o sol da justiça raiou na vida de Jefté. Os terríveis amonitas fizeram guerra contra Israel e assim como nos tempos de Davi e Golias, não havia quem liderasse o povo judeu. Jefté aceitou a oferta desde que fosse feito Juiz de Israel após a vitória. Deus lhe deu a vitória e Jefté venceu o estigma do destino.
6.  O Novo Testamento lhe coloca na galeria dos heróis da fé!  Hb. 11

OS QUATRO ERROS DO SEU JULGAMENTO:
1.     Foi julgado pela sorte de sua origem e não pelo seu caráter.
1.1 – Era filho de uma prostituta, mas era incapaz de ser insincero, vivia no meio de homens levianos, mas não se deixou influenciar. É um desafio, a psicologia comportamentalista diz que o homem é produto do meio, (Deus diz o meio não determina o Fim)
1.2 – Quantos filhos de papais matam e roubam e a sociedade cala a boca, porque ele é filho de fulano, mas Jefté era filho da Prostituta, qualquer erro seu seria superdimensionado.

2.     Foi julgado com desprezo por ter uma desvantagem na arena da vida
2.1 – Como ele muitos de nós nascemos com desvantagens, negros, cegos, coxos, nordestino, matuto, brasileiro, pobre, filho de pobres iletrados, filho de ladrões, prostitutas, mas Jefté foi abandonado pelos próprios irmãos por parte de pai.
2.2 – Hoje em dia o dinheiro nos divide. A sociedade tem a tendência de excluir aqueles que de uma forma ou de outra não se incluem, não se conectam conosco, não nos interessam. É como em um avião. Primeira classe tem tudo até banheiro demais.
2.3 – O filme a Inteligência Artificial de Steven Spielberg é uma crítica a esta desumanização. Quando os robôs são considerados obsoletos, são jogados fora, assim como acontece conosco hoje!

3.  Foi julgado como se Deus o tivesse esquecido
3.1 – Deus tem preferências – Lia diante de Raquel...Davi em meio aos seus irmãos fortes e bonitos
3.2 – A preferência de Deus é pelos rejeitados....Deus pega o barro jogado fora e transforma no futuro rei do seu povo.
3.3 – Por isso Jesus disse, Alegrai-vos quando vos rejeitarem e perseguirem e disserem todo mal contra vós...

TRÊS CONSELHOS BÁSICOS AOS JEFTÉS DA VIDA

1. NÃO SE DEIXE ARRASAR PELAS CIRCUNSTÂNCIAS DA VIDA PELAS QUAIS VOCÊ NÃO É O RESPONSÁVELA
a.     Jefté não se limitou por ser filho de uma prostituta.
b.     Não permita que as circunstâncias sejam determinantes para seu futuro. A vida não pode lhe derrotar se você chamar Deus para sua frente e lutar com ânimo...”eu venci o mundo...”
c.     A maioria das pessoas está presa a sua sorte...sou feio, sou baixinho, nariz muito grande, não sou inteligente...
Seu papel é mostrar que as forças do destino cruel não prevalecem na sua história.  O Que Deus honra ninguém desonra...

2. NÃO DESPREZE O TEMPO DE EXÍLIO  -  Jefté usa o tempo entre os marginais para aprender a lutar com eles. O que você tem aprendido no exílio da vida, quando pessoas lhe menosprezam?

3. QUANDO DEUS ABRIR A PORTA QUEIRA O MELHOR  - Jefté bradou, Quero ser Líder, quero ser cabeça. E você? O Mercador de pérolas vendeu tudo por uma pérola de maior valor. Mateus 13:45,46

Anúncio