VIVENDO NO MUNDO DE MARTA SOB A FILOSOFIA DE VIDA ESPIRITUAL DE MARIA


 - ( Lucas 10.38.42)
As demandas deste mundo cheio de ocupações não nos deixam muito tempo. Como Marta você ama Jesus e realmente quer servi-lo, apesar de enfrentar batalhas interiores como fraqueza, ressentimentos e sentimentos de inadequação. Há um chamado para conhecer e amar a Deus, porém, você está exausto e você não sabe como encontrar tempo para nutrir sua vida espiritual, às vezes temos a impressão que ela é uma obrigação, uma coisa a mais para adicionar a sua vida que é cheia de responsabilidades. Você deseja a Deus, porem está desanimado com tantos afazeres, com tantas coisas que você sabe que precisa fazer, que o devocional se torna quase que um peso. Esse é o mundo de Marta.
- Maria tinha o coração cheio de desejo de ouvir a Jesus, enquanto Marta estava cheia de desejo em servi-lo com o seu trabalho.
- Marta preparou tudo, fez o que estava ao seu alcance porem esgotou-se e precisou de ajuda. Então ela procura sua irmã.
- Ela chega a sala e encontra Maria sentada aos pés de Jesus. Aquilo foi um abuso, enquanto ela se matara de tanto trabalhar Maria estava ali sentada. Marta estava no seu mundo. Ela com ar de desconforto e desapontamento então lança uma pergunta para Jesus: Mestre o Senhor não se preocupa? Esta declaração revela bem as ansiedades e as dúvidas que pessoas como Marta carregam dentro de si. Elas fazem muito, se sobrecarregam e sempre experimentam uma sensação de frustração e desapontamentos. Ela queria provar o seu amor por Jesus fazendo algo e nós percebemos que nem sempre o que Jesus quer é que façamos. As vezes Ele quer apenas que o conheçamos mais e mais, que tenhamos intimidade com ele.
Ela demonstrou uma hospitalidade incrível, mas o coração ainda estava fechado para aquilo que Jesus chamou de a melhor parte.
1- DESISTA DE OFERECER A DEUS O QUE VOCE ACHA QUE ELE PRECISA E NÃO O QUE ELE DESEJA. - Muitas vezes nós queremos fazer aquilo que achamos que Deus precisa e esquecemos de fazer o que ele deseja. Marta queria agradá-lo fazendo algo, afinal ele era seu hospede, mas ela esqueceu de procurar saber o que ele desejava. Deus quer intimidade, - Deus quer relacionamento -  Deus quer companhia - Deus quer que você o ouça e o conheça cada vez mais. Como está escrito no salmo 46: aquietai-vos e sabei que eu sou o Senhor.

2. O DIAGNOSTICO DE JESUS - Quando esquecemos a melhor parte podem surgir então as três máximas mortais que Satanás lança sobre nós em nossa caminha: Distração, Desencorajamento e Dúvida.
2.1 UM CORAÇÃO DISTRAIDO - Muitas vezes distraímos e perdemos o nosso alvo. Preocupamo-nos com tantas coisas e esquecemos o principal.
2.2 DESENCORAJAMENTO - O desencorajamento é causado pela frustração e vem quando as coisas não saem do jeito que gostaríamos que saíssem. Quando elas fogem do nosso controle. Elias, o profeta. 1 Reis capitulo 19.
2.3  - DUVIDAS Mestre o Senhor não se importa?” Quantas vezes o resultado não esperado nos faz questionar sobre o amor de Deus e suas intenções para conosco? Elias diante de uma situação difícil pediu a morte. Marta apreensiva e ansiosa pergunta se Jesus não se importa.
3.DUAS COISAS IMPORTANTES NO DIAGNOSTICO DE JESUS: PREOCUPAÇÃO E ANSIEDADE.
- Preocupação pode se tornar um hábito. Existem pessoas que chegam ao cúmulo de proibir um filhos de brincar por achar que eles vão se machucar.
- A solução para esse dilema está escrito na carta de Paulo aos Filipenses capítulo 4 versículos 6 e 7.: “ Não andeis ansiosos por coisa alguma,...

1- NÃO ANDEM ANSIOSOS POR COISA ALGUMA
2- OREM ACERCA DE TUDO
3- SEJAM AGRADECIDOS POR TUDO

CONCLUSÃO: Jesus disse que apenas uma coisa era necessária e Maria escolheu a melhor parte. Marta estava distraída com muitas coisas. (três pedras para amontanha). Assim está também muitos de nós. Marta precisou ser tratada pelo Senhor. Ao final desta história nós percebemos duas irmãs que foram transformadas pelo poder de Deus. Maria que era contemplativa, parte em direção do Mestre e quebra o vaso de alabastro em uma cena inusitada e Marta em outra ocasião está retirando a pedra em obediência à voz do Mestre.





Anúncio